Espherozoa 21/100.

Depois de muito tempo, finalmente terminei a historinha no 21 dos Esferozoas.
Espero que goste!
Obrigado pela visita.
Volte sempre.
After a long time, I have finally finished the 21st story of the Espherozoas.
I hope you like it!
Thank you for stopping by.
Check back often.
Anúncios

Os ingleses e americanos já têm saudade!

Sem título-1

Definitions for saudade

(in Portuguese folk culture) a deep emotional state of melancholic longing for a person or thing that is absent: the theme of saudade in literature and music.

Citations for saudade

… “The Girl From Ipanema” was a potent distillation of the concept of saudade, a feeling of melancholic nostalgia that characterizes so much Brazilian music. … Longing for the unattainable, and an acute sense of the moment’s slipping away: That’s saudadeStephen Holden, “Brazilian Yearning and Imminent Loss,” New York Times, March 21, 2014

Its name comes from the word saudade, which describes the melancholic nostalgia one feels for people, things, pleasures and times now lost.Antonio Tabucchi, Requiem: A Hallucination, translated by Margaret Jull Costa, 1994

Origin of saudade
Portuguese saudade ultimately derives from Latin sōlitāt-, the stem of sōlitās “loneliness, solitude.” (Latin -l- between vowels is lost in Portuguese; Latin -t- between vowels becomes -d- in Portuguese and Spanish.) The original Old Portuguese form soidade was altered to saudade under the influence of the verb saudar “to salute, greet” (from Latin salūtāre “to keep safe, pay one’s respects”). Saudade entered English in the 20th century.
Definições de saudade

(Na cultura popular portuguesa) um profundo estado emocional de recordação melancólica por uma pessoa ou coisa que está ausente: o tema da saudade na literatura e na música.

Citações para saudade

… “A Garota de Ipanema” foi uma potente destilação do conceito de saudade, um sentimento de melancólica nostalgia que caracteriza tanta música brasileira. … Desejando o inatingível, e um senso agudo do momento está escorregando afastado: Isso é saudade.Stephen Holden, “Anseio brasileiro e perda iminente”, New York Times, 21 de março de 2014

Seu nome vem da palavra saudade, que descreve a nostalgia melancólica que se sente por pessoas, coisas, prazeres e tempos agora perdidos. Altonio Tabucchi, Requiem: A Hallucination, traduzido por Margaret Jull Costa, 1994

Origem de saudade
A saudade portuguesa deriva, em última instância, do latín sōlitāt-, a raiz de sōlitās “solidão, solidão”. (O -l- latino,  entre as vogais, perdeu-se em português, o -t- latino, entre vogais torna-se -d- em português e espanhol. A forma portuguesa soidade foi alterada para saudade sob a influência do verbo saudar “para saudar, cumprimentar” (do latín salūtāre “manter-se seguro, pagar os respeitos”). Saudade entrou no inglês no século XX.

Un nuovo anno comincia, e che cosa ne faremo?

Um ex-aluno, Gabriel Ferrari, escreveu, em italiano, este belo e inspirador poema.

Un nuovo anno comincia, e che cosa ne faremo?

Prosseguiremmo, ma ci manca zampe;

ameremmo, ma ci manca passione.

Siete bravi!

 

 

A new year begins, and what will we do with it?

Proceed; but we lack legs;

We would love, but we lack passion.

Be brave!

 

 

Une nouvelle année commence, qu’est-ce qu’on en fera?

Avancer, mais il nous faut des jambes

Aimer, mais il nous faut de la passion

Courage!

 

 

Un nuevo año empieza, ¿y qué le haremos?

Seguiremos, pero nos faltan las piernas;

Amaremos, pero nos falta la pasión.

!Seamos bravos!

 

Um novo ano começa, e o que faremos dele?

Prosseguiremos, mas faltam-nos pernas;

Amaremos, mas falta-nos paixão.

Sejamos bravos!

A simplicidade é o último grau de sofisticação

Este título-epígrafe é uma citação de um dos maiores gênios que a humanidade já teve (ou terá), Leonardo da Vinci.
Meus alunos, na maioria adolescentes entre 15 e 18 anos, nunca ouviram falar em um comediante que fazia filmes muito simples e engraçados. Seu nome era Mazzaropi. Um sofisticado nome italiano para um jeca, um caipira que representou Pedro Malas-artes e Jeca Tatu no cinema. Morou em minha cidade natal, Curitiba, quando criança! Por apenas três meses, mas, talvez eu tenha brincado nas mesmas ruas que brinquei. Talvez tenha jogado futebol de pelada nos mesmos campinhos em que joguei… Me dá um frisson pensar nisso!