A Salvação da Lavoura

Lançado há quatro meses, o PocketPoints está sendo usado em seis faculdades e cinco escolas de ensino médio. Cerca de 100 estabelecimentos, incluindo restaurantes fast-food e pizzarias estão cadastrados no app. “É uma ação de ganha-ganha”, disse ao FastCo um dos desenvolvedores do aplicativo, Rob Richardson.
“Os estudantes podem melhorar seus rendimentos, já que eles não usam seus celulares e o comércio ganha mais clientes”. Os produtos oferecidos nos estabelecimentos participantes custam entre cinco e 70 pontos. Por exemplo, 25 pontos podem render um bolinho, um café ou um sorvete.
Richardson afirma vislumbrar outros usos. Professores poderiam recompensar alunos usando o aplicativo para conferir o percentual de presença nas aulas. Ou ainda serem utilizados em outros locais onde se deve usar o aparelho celular de forma mais comedida, como em restaurantes. “Nós não somos antitecnologia, nós só estamos explorando formas de manter as pessoas longe de seus telefones quando elas não devem estar neles. Não apenas nas salas de aula. Este foi apenas um começo”, disse Richardson.
Disponível em: CELULAR+DURANTE+A+AULA>. Acesso em: 2 mar. 2016

Anúncios