Categorias
crônicas Education Postagem convidada

PROVÉRBIOS AÇORIANOS

by Key Imaguire Júnior. Read more at his blog: keyimaguirejunior.wordpress.com

Provérbios são preconceitos expressos em versos. Embora exista atualmente um preconceito contra os preconceitos, os provérbios são formulações populares de ideias consolidadas, interessantes do ponto de vista linguístico e sociológico, dada sua permanência. Sua característica essencial, além da ambiguidade do common sense, que lhes aumenta a citabilidade, é o anonimato da origem. No entanto, pode-se especular terem nascido de uma frase coloquial, de uma citação literária ou mesmo uma referência bíblica: não há um “Livro dos Provérbios”, atribuído a Salomão? Foram o principal item de exportação da China, antes das quinquilharias e vírus.

     A coleção a seguir foi publicada no “Diarinho” de Itajaí, em 31 de março de 2020. Acho que como post é inédita, e aqui está em homenagem aos 120 anos do nascimento da proverbial Vó Maria, em Tijucas SC. Ela era mestra em “soltar” provérbios na conversa com extrema propriedade – e só assim lhe vinham à memória: quando lhe pedi uma relação ditada, bloqueou… O jeito foi recorrer à memória dos familiares, e alguns “achamos” que de sua lavra, tal o ineditismo. Evidente que são todos anteriores à censura do “politicamente correto”.

     De qualquer modo, os lusitanos são prolíficos nessas formulações, havendo registros temáticos em livros. E cabe assinalar que aqui temos um “work-in-progress”, que poderá ser acrescido à medida em que nos vierem à memória.

– Uns gostam dos olhos, outros da remela

– À mulher casada, não falta marido

– Quem sai aos seus, não sai aos estranhos

(variante) A fruta não cai longe da árvore

– Não é por gostar de toicinho que se carrega o porco às costas

– A quem Deus não dá filhos, o diabo dá sobrinhos

– Quem é burro, peça a Deus que o mate e ao diabo que o carregue

– Quem não tiver na cabeça, tenha nas pernas

– Fulano come sardinhas e arrota pescadas

– Quem com porco se mistura, farelo come

– Quem cabras não tem e cabritos vende, de alguma parte lhe rende

– (variante) Miguel, Miguel, nãos tens abelhas e vendes mel?!

– Lua nova trovejada, trinta dias a terra molhada

– Boa romaria faz quem em casa fica em paz

– Nunca falta um chinelo velho prá um pé cansado

– Morre o cavalo para o bem do urubu

– Onde não entra o sol, entra o médico

– Não é com toda sede que se vai ao pote

– Casamento e mortalha, no céu se talha

– Enquanto o pau vai e volta, folgam as costas

– Passarinho que come pedra sabe o cú que tem

– A merda, quanto mais se mexe, mais fede

– De pisar na merda, só se ganha o sapato sujo

– Quem não furta nem herda, tudo o que tem é merda

– Mulher que não se enfeita, a si mesma enjeita

– O que segura o pau é a casca

– Calça de veludo mas bunda de fora

– O direito do anzol é torto

– Mixo como o último peido que Adão deu no Paraíso

– Quem há de gabar o toco, senão a coruja?

– A quem muito se abaixa, o cú lhe aparece

– Arame de ouro não é prá focinho de porco

– Onde tem criança, nunca foi adulto que peidou

– Tão bom é quem faz, como quem consente

– De pato a ganso, poucas léguas avançam

– O que abunda não prejudica

– Mais vale um gosto que dez tostões

– Mesa onde nada sobrou, alguém com fome ficou

Categorias
Sem categoria

22’s first comic strip – A 1a tira de 22

My characters belong to the Spherozoa Domain. They are mostly round animals, (some are squarish, cubic, pyramidal, cylindric, etc.), but exhibit they many plant-like qualities. Many readers may think they, the Spherozoa, are all sadistic or masochistic creatures. But they (the readers) are wrong! Look at this guy and how easy it was for him to slim down!

I wish 1 22 1st rate 4 U!

Meus personagens pertencem ao Domínio Espherozoa. Eles são em sua maioria animais redondos (alguns são quadrados, cúbicos, piramidais, cilíndricos, etc.), mas exibem muitas qualidades de plantas. Muitos leitores podem pensar que eles, os Espherozoa, são criaturas sádicas ou masoquistas. Mas eles, os leitores, estão errados! Olhe para esse cara e veja como foi fácil para ele perder peso!

Desejo 1 22 10 p6!

Categorias
Sem categoria

Te vejo em 2022!

Caríssimos, 1 Natal 10 & 1 2022 ímpar p6! Espero que gostes dos meus cartões / cartoons de Natal e de Ano Novo. Se quiser, pode compartilhar. Até 22!

Dear friends, 1 Xmas 1st rate & 1 A1 2022! I hope you like my Christmas and New Year cards / cartoons. If you want, you can share them. See you in 22!

Categorias
Podcast

Está no ar nosso episódio *Especial de Natal* do melhor podcast do Brasil: CWBcast!

Para produzir o CWBcast, Rodrigo e eu temos que:

01) contratar estúdio, deslocar-se até lá;

02) pesquisar as informações que divulgamos no podcast;

03) colocar música;

04) contatar, marcar e entrevistar expoentes;

05) gravar;

08) editar (função exclusiva do Gary, porque eu não sei fazer! Horas e horas de trabalheira!);

06) criar o ‘user-friendly link’ (link simples. Isso eu sei fazer!);

07) legendar em inglês e em português (logo, aguarde);

08) montar o índice;

09) redigir o texto da descrição e fazer o meme de chamada;

10) responder aos comentários e perguntas, etc., etc., etc.

Qual é nossa recompensa?

Saber que você aprendeu alguma coisa nova, de forma agradável.

O que não significa dizer que vamos recusar um “likezinho” esperto no rodapé do vídeo, viu? Também estamos aceitando – além de inscrições no canal, comentários e/ou perguntas, e até mesmo um simples “Valeu!”, “Gostei”, ou “Massa” na seção de comentários.

Quando tivermos doze episódios, vamos colocar o CWBcast no Spotify, Apple Podcasts, iTunes, etc. Essas plataformas valorizam, para aceitar um podcast, além do número de visualizações, downloads, likes, especialmente, – número de comentários!

A maioria dos espectadores, infelizmente, não lembra sequer de apertar a mãozinha do positivo, para dar um like, quanto mais de deixar um comentário ou uma pergunta.

Por isso insistimos em que nossos espectadores deixem um comentário ou façam uma pergunta!

Ah, não se acanhe e compartilhe nossos vídeos e áudios com os amigos…

Viu como não é difícil retribuir nosso trabalho? 😊

Muito obrigado de coração pela força de sempre!

Somente juntos seremos capazes de levar conteúdos educacionais e motivacionais a cada vez mais pessoas.

Valeu!

Abraços,

Cortiano e Rodrigo

Categorias
Podcast

CWB CAST – Episódio #01

Categorias
Sem categoria

When a baby computer filled a whole room

Stories from the 70’s, when a simple computer filled a whole room. And cost 900 million dollars!

Histórias dos anos 70, quando um computador simples tomava uma sala inteira. E custava 900 milhões de dólares!

Categorias
arte Cartoon comic strip espherozoa tira de HQ

The Green City

This is a very old story from my green years.

Esta é uma história bem antiga de meus anos verdes.

Categorias
Instagram Posts Sem categoria

My Recent Instagram Posts

Here are my most recent Instagram posts. I hope you dig them.

Categorias
Sem categoria

More Memes

More memes. I hope you like them.

Categorias
Sem categoria

Memes

I have been drawing these memes lately.
I hope you like them.
Tenho desenhado estes memes ultimamente.
Espero que goste.